Panetone

O Natal já não é mais aquela alegria que eu tinha quando era bem mais novo, as reuniões de família, tios/tias, avós, primos/primas, bebidas, comidas, música, alegria… festas das quais acabaram em meados dos anos 90 sendo seu ápice nos anos 80.

Hoje o Natal perdeu muito do seu significado, o que sobrou de fato? Panetone!

Esse sim para mim tem mais o sabor do Natal como nos filmes que tudo é pomposo, dá uma vontade de entrar e participar, parece que a felicidade mora ali, mas não passa de filmes, o Natal é a época que pessoas mais cometem suicídio, as que não se matam sofrem com depressão e a outra parte se diverte, seja por dentro ou somente por fora.

Eu adoro panetone, realmente me lembra Natal, família, o seu sabor é especial.

Além das festas de natal da minha família, tenho um lembrança muito especial. No mês de dezembro coincidiu de eu ficar desempregado e como as empresas não contratam em dezembro (pelo menos na minha cidade), nós (sim, tinha outra pessoa que também estava afastada por serviço por motivo de doença) resolvemos baixar filmes nacionais fora do circuito comercial e assistir, então tínhamos a TV, uma cama queen, edredom, ventilador de teto (se necessário) um quarto relativamente escuro e muito aconchegante. Não tínhamos horário de dormir nem acordar, não tínhamos cobranças nem pressões, somente duas pessoas se divertindo e aproveitando o mês natalino.

Outra lembrança é outra época anterior a de cima, eu e uma ex-namorada íamos numa loja de um shopping da nossa cidade para comprar coisas de natal e especialmente nessa época a loja parecia aquelas de filmes, aconchegante, dava vontade de morar lá dentro (rsrsrs). Adorava entrar na loja, olhar tudo o que eles estavam vendendo, tudo lá brilhava, chamava a minha atenção e essa lembrança também é tão forte quanto as duas primeira de cima.

De uns anos para cá decidir passar o natal exclusivamente com meus pais, independente do local que eles estão, quero compartilhar essa data com eles. Pouco antes já estava trazendo eles para a minha vida anterior a de hoje, fazíamos uma ceia e chamávamos eles, porém era sempre um dia antes, 23 para 24 de dezembro. Agora é questão minha, não houve imposição nem cobrança, eu quero que seja assim e continuará sendo.

As vezes gostaria de poder voltar em alguns desses momentos descritos acima, não voltar como expectador, mas em primeira pessoa mesmo, reviver o momento, não sei se mudaria alguma coisa, já que passado não se muda, mas queria muito ter a oportunidade de vivenciar novamente os melhores momentos da minha vida.

Um comentário em “Panetone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s